Nova Lei torna assassinato de mulheres crime hediondo

Nesta terça-feira, 9, a presidente da República Dilma Rousseff sancionou a Lei nº 13.104/2015, que altera o artigo 121 do Decreto-Lei n° 2.848/1.940 do Código Penal, para prever o feminicídio como circunstância qualificadora do crime de homicídio, e o artigo 1° da Lei no 8.072/1990. Com isso, o assassinato de mulher por condição de sexo passa a entrar na lista de crimes hediondos. Atualmente, estima-se que ocorram mais de dez feminicídios por dia no País.


Cine Debate: Violência e Relações Amorosas

A ONG SOS Mulher e Família de Uberlândia, em parceria com a faculdade Pitágoras de Uberlândia, realiza debate sobre o documentário Amor? 

 

Comentários:

 

CLÁUDIA GUERRA: Historiadora, Doutoranda pela UFU, membro fundadora da ONG SOS Mulher e Família de Uberlândia, pesquisadora do Núcleo de Estudos de Gênero/UFU.

LUIZ HUMBERTO ARANTES: Professor do Curso de Teatro da UFU. Pós-Doutor em teatro pela Universidade Autônoma de Barcelona e Doutor em História das Artes do Espetáculo.

SILVÂNIA APARECIDA MARTINS : Psicóloga, Esquizodramatista pela Fundação Baremblit. Atua na Clínica de indivíduos, casais e famílias desde 1986.

AGENDE-SE:

DATA: 18 de março de 2015

HORARIO: 19 horas

LOCAL: Anfieteatro da Faculdade Pitágoras, Uberlândia-MG.

Entrada Franca