Sobre o funcionamento da ONG SOS Mulher e Família de Uberlândia durante a pandemia provocada pelo COVID-19

 

A Diretoria Colegiada da ONG SOS Mulher e Família de Uberlândia, informa:

Visando a necessidade de seguir rigorosamente as orientações e protocolos emitidos pelos órgãos e autoridades sanitárias e de saúde pública, representados pelo Ministério da Saúde, pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais e pelas Secretarias Municipais de Saúde, a diretoria da ONG SOS Mulher e Família em reunião com a equipe multidisciplinar da instituição, reconhece que providências se fazem urgentes e necessárias, ante a rotina de trabalho, e, portanto decide suspender por 30 dias (prorrogáveis caso necessário) as atividades de atendimento ao público, em grupos e/ou coletivas, e estabelecer o atendimento da ONG SOS Mulher na modalidade de trabalho remoto, conforme descrição que segue: 


1. Realizar atendimentos ONLINE, por telefone e/ou por aplicativos de mensagens, através do numero 34 99636-7862, em caráter excepcional, para pessoas já vinculadas ao atendimento presencial, desde que esta forma de atendimento seja reconhecida pela pessoa atendida como um meio seguro e sigiloso de tratar suas questões sobre a violência. Estes atendimentos se darão no período de 08h às 17h e de acordo com os horários em que os atendimentos presenciais ocorrem;

2. Disponibilizar os números 34 99636-7862 e 34 99876-7862, bem como as redes sociais Instagram (Direct): ongsosmulherfamiliauberlandia - Facebook (inbox): @ongsosmulherfamiliauberlandia como canais de atendimento, no período de 08h às 17h, para articulação de rede, encaminhamentos, escuta e orientações de modo a garantir a proteção, acolhimento e o cuidado à quem procurar o suporte que a ONG oferece há 23 anos ininterruptos; 
A ONG SOS Mulher e Família reafirma seu compromisso com a sociedade, com seus profissionais e comunidade apostando assim na consciência coletiva, bem como na defesa do papel preponderante do Sistema Único de Saúde (SUS) no enfrentamento à pandemia.

 Aline Schwartz - Presidente da ONG SOS Mulher e Família de Uberlândia.

covid