Entrevista no MGTV discute quando um elogio vira assédio

Em entrevista ao jornal MGTV 1ª Edição/TV Integração/Rede Globo, no dia 10 de abril de 2015, a fundadora e voluntária da ONG SOS Mulher e Família, Cláudia Guerra e a Dra. Lia Valechi, representante da Delegacia da Mulher discutiram um caso, ocorrido na cidade de Uberlândia, de uma jovem que foi agredida por não ter aceitado uma “cantada”.

Dados do IPEA de 2014 mostraram que 26% das pessoas entrevistadas concordaram que a mulher que usa roupas que exponham partes do seu corpo merece ser atacada. Uma situação rotineira e normalizada, o assédio em forma de elogio constrange e oprime as mulheres fazendo com que se sintam inseguras principalmente ao andarem na rua. O que leva as pessoas a acharem que uma mulher é obrigada a aceitar uma “cantada”? E como as mulheres podem se defender perante tal situação?

Link da matéria: http://g1.globo.com/minas-gerais/triangulo-mineiro/mgtv-1edicao/videos/t/triangulo-mineiro/v/quando-o-elogio-vira-assedio-questao-e-discutida-em-uberlandia/4101484/#